Ergam-se os copos e faça-se o brinde! O trigésimo aniversário da “nova” era da Quinta de la Rosa – situada na vila do Pinhão, em pleno coração do Alto Douro Vinhateiro – pede pompa e circunstância. A celebração faz-se com o lançamento do ‘Quinta de la Rosa Porto Tawny 30 Anos (1988 - 2018)’, uma estreia em edição especial. Afinal, estamos perante uma família (Bergqvist) que, em 1988, assistiu ao virar da página da sua história: começou a produzir vinho do Porto com marca própria, foi uma das pioneiras na feitoria de vinhos do Douro e deu os primeiros passos no enoturismo, com alojamento.

Esta mudança só foi possível graças à determinação de Tim Bergqvist, o então proprietário da Quinta de la Rosa, e da sua filha mais velha, Sophia Bergqvist, actual coproprietária e gestora desta propriedade sobranceira ao rio que empresta o nome à mais antiga região demarcada do mundo.

Para celebrara a efeméride, Sophia desafiou Jorge Moreira, enólogo da Quinta de la Rosa, a criar o primeiro Tawny 30 Anos da Quinta de la Rosa. Com um bela cor âmbar, a mostrar bem a sua idade, o ‘Quinta de la Rosa Porto Tawny 30 Ano (1988-2018)’ foi submetido a um estágio lento em pipas, o que lhe conferiu enorme elegância e complexidade. No nariz, sobressaem aromas a fruta desidratada, vinagrinho, balsâmicos, café e madeira exótica. Na boca é simplesmente delicioso, quase leve, mas com enorme intensidade de sabores, suave e uma enorme persistência.

Estas características devem-se ao facto de a fermentação das uvas ter sido feita com pisa a pé em lagares de granito e do estágio ter decorrido em balseiros de madeira muito antigos. Tal como o nome indica, este Tawny resulta da mistura de vinhos do Porto com uma idade média de 30 anos e cuja qualidade é de excelência. Pode ser servido fresco, como aperitivo, ou no final da refeição, a solo ou a acompanhar a sobremesa ou um queijo. O preço de venda ao público recomendado é de 60 euros.

Na Quinta de la Rosa, os vinhos do Porto continuam a ser engarrafados e armazenados no Douro e não em Vila Nova de Gaia.