A vaga de calor que afetou o país no passado fim-de-semana provocou perdas de produção total em alguns viticultores da região de lisboa e a produção da região poderá vir a cair entre 15% a 20%, devido a esse efeito, anunciou hoje Bernardo Gouvêa, presidente da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa).

Ainda sem a avaliação de perdas concluída, a Comissão adianta já que as perdas ascendem a centenas de milhares de euros, devido a quebras sobretudo em determinadas castas (como a Castelão) e vinhas mais novas.

“Acreditamos que esta situação afectará essencialmente a quantidade, mantendo-nos por outro lado absolutamente convictos de que o ano será de elevadíssima qualidade em toda a região”, adianta Bernardo Gouvêa.

A CVR Lisboa adianta que até dia 15 de Agosto fará, em conjunto com as associações de viticultores da região e outras entidades, uma avaliação mais precisa e final do total de perdas em produção e em valor. Esta avaliação visa reportar um balanço mais exacto dos prejuízos, no sentido de se procurarem apoios aos viticultores da região.